Bio

Artista da dança e do movimento, com interesse em criação, nos processos formativos, na arte como potência de vida, na insistência rigorosa na escuta do corpo-mundo, e na escuta das coisas que vão querendo dar-se a ver nos encontros. Sua carreira vem sendo tecida sempre entre o meio acadêmico e artístico, em ações de formação e de criação artística.

 

Conheceu a dança brincando na sala de casa, depois conheceu o ballet por longos anos na Escola de Ballet Coppélia em S. Paulo, e a partir de 2003 passa a dançar outras danças.

É bacharel e licenciada em Dança pela UNICAMP - Universidade Estadual de (Campinas/SP), onde, em 2003, conheceu a Técnica Klauss Vianna pelas mãos de Jussara Miller. De 2003 em diante continuou na insistência da investigação a respeito da Técnica Klauss Vianna e em 2012 ingressa no curso de Especialização em Técnica Klauss Vianna pela PUC-SP, onde foi aluna e monitora de Neide Neves, Marinês Calori, Lu Carion e Jussara Miller. Em 2017 obtém título de

MLFN6343.jpg

Mestre em Educação pela UNIFESP - Universidade Federal de São Paulo (Guarulhos/SP).  Em 2017 produziu e dançou a videodança Homo Sacer - material que acompanhou a pesquisa e a produção da dissertação de mestrado em Educação, com orientação de Cadu Ribeiro.

Em 2017 foi professora de Técnica Klauss Vianna no curso de extensão Singularidade Somática na UFABC - Universidade Federal do ABC (S.Bernardo do Campo/SP), coordenados pelos professores doutores Cadu Ribeiro e Ane Silveira. Neste mesmo ano foi co-fundadora e editora da Revista TKV - Poéticas e Políticas do Corpo, revista online com foco de interesse em pesquisas a partir da Técnica Klauss Vianna e de outros trabalhos de corpo. Nos anos de 2016 e 2017 trabalhou como artista-orientadora no Programa de Qualificação em Dança, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com curadoria de Ismael Ivo. Essas três experiências costuraram um interesse pelos processos de ensino-aprendizagem a partir de uma perspectiva da criação.

Entre 2017 e 2018 frequentou o programa intensivo de formação O Risco da Dança no c.e.m - centro em movimento (Lisboa-PT), seguido por um período de estágio e criação na mesma instituição, com a qual mantém vínculo criativo e afetivo até a presente data. Ainda em Lisboa, participou do "Festival Pedras’18 - em que mundo queremos viver?” em julho de 2018, com o trabalho de corpo e movimento intitulado BICHO, criado no âmbito do curso O Risco da Dança e acompanhado pelos artistas orientadores do c.e.m - centro em movimento. Em 2019 retorna à Lisboa para um período de imersão com a equipe do c.e.m, para o curso Um corpo aprendendo a criar, e para a estreia da videodança Estudo #1, em parceria com o músico Thiago Righi. Este trabalho audiovisual deu início a uma série de estudos em vídeo, som e movimento. Em 2020 estrearam o Estudo #2 e trabalham atualmente na continuidade dessa proposta.

Nos últimos anos colaborou com a Cia Corpocena (São Paulo-SP, em 2018), com o espaço Mirante das Artes (Botucatu-SP, 2017-2021), com o artista Tales Frey (Projeto LIMIAR- SESC Bauru, em 2019), com os artistas Cynthia Domenico e Guilherme Chiappetta, Laura Vainer, Melina Scialom. Colaborou também com o Coletivo OCO e o grupo Maya-Lila, ambos em Botucatu-SP, com a Cia 22:22  de Campinas-SP (2020), e com a banda Cafuá (bailarina nos videoclipes Bembaliá e Três pedras e um gigante).

De 2019 a 2021 foi professora substituta no Curso de Dança da Universidade Federal de Uberlândia, em disciplinas de Educação Somática, Teatro-Dança, Técnicas Artísticas, Composição Coreográfica e Práticas Corporais com foco em criação. Ainda na UFU, foi coordenadora da mostra de processos Sala Aberta, edições remotas/virtuais em 2020 e 2021, ao lado dos professores doutores Jarbas Siqueira Ramos e Alexandre Molina.

Desde 2016 desenvolve, ao lado de Thiago Righi, trabalhos híbridos de dança, som, imagem e vídeo por meio da Incubadora - Plataforma de co-criações, com destaque para os mais recentes trabalhos   h e t e r o l ó g i c a (2021) , Para sentir o tempo (2021), e a.m.o.r.f.a (2022). Para saber mais, acesse a aba